Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mar

literatura, cinema e afins

mar

literatura, cinema e afins

Qui | 30.08.18

Literatura | Opinião: "P. S. Ainda Te Amo", de Jenny Han

Mar Pereira

ATENÇÃO! Possíveis spoilers do primeio livro na sinopse abaixo apresentada. Opinião completamente livre de spoilers.

 

123.jpg

Título: P. S. Ainda Te Amo (em inglês, P. S. I Still Love You)

Saga: A Todos os Rapazes que Amei, volume 2.

Autor(a): Jenny Han

Edição: 2016

Editora: Topseller

ISBN: 9789898800770

Sinopse: "Ele é o único homem que a fez sentir-se viva.
Mas também é aquele que a poderá destruir.
Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito atribulada, pelo menos na sua imaginação. Ela jamais imaginou que as cartas que escreveu a despedir-se dos rapazes por quem se apaixonou, mas a quem nunca teve coragem de confessar o seu amor, chegassem às mãos dos seus destinatários. E por causa disso meteu-se numa grande confusão. Para escapar à vergonha, começou um namoro a fingir com o Peter Kavinsky.
Lara nunca esperou apaixonar-se a sério pelo Peter. E por isso está mais confusa do que nunca.
Agora, ela terá de aprender a estar num relacionamento que, pela primeira vez, não é a fingir. Porém, quando um outro rapaz do seu passado reaparece na sua vida, Lara percebe que também nutre por ele sentimentos mais profundos. Será possível uma rapariga estar apaixonada por dois rapazes ao mesmo tempo?
Uma história dedicada e encantadora, que nos mostra que o amor não é fácil, mas que é por isso mesmo que é tão fascinante apaixonarmo-nos."

XXXXx.png

Depois de, em abril, ter lido A Todos os Rapazes que Amei fiquei logo com vontade de ler as duas sequelas e, assim, terminar a trilogia.

A história presente nestes livros é parva e cheia de típicos clichés dos livros/filmes/séries sobre adolescentes, mas é super-hiper-mega engraçada. A leitura de P. S. Ainda Te Amo é tal e qual a do primeiro livro: engraçada e viciante. 

Neste segundo livro, há um principal foco na irmã mais nova da Lara Jean, a Kitty, que proporcionou, novamente, uma série de momentos cómicos que tornaram este livro ainda mais divertido. Já sabemos que a dinâmica familiar dos Covey é extraordinária (aliás, é uma das minhas coisas favoritas nestes livros!).

No entanto, achei este livro inferior ao primeiro (muito inferior, para ser sincera). Valeu-lhe esses momentos engraçados, os momentos familiares (um resultou numa conversa sobre feminismo bastante interessante) e a convivência com os idosos.

A sociedade é demasiado propensa a envergonhar uma mulher por gostar de sexo e aplaudir um homem pelo memso motivo." (pág. 46)

De resto, desiludiu. Triângulos (quadrados? pentágonos?) amorosos completamente vincados e desnecessários levaram à criação de um drama enorme e descartável que tornou o livro chato e irritante.

 

Resultado de imagem para boring gif

 

Este livro era, inicialmente, o final da história da Lara Jean. E o final deste livro foi horroso. Muito, muito mau. Ainda bem que a Jenny Han decidiu escrever um terceiro livro. Espero que esse tenha o final que esta história merece! 

XXXXx.png

★★☆☆☆

2/5 - Razoável

 

 Até breve! 😊

 

 

2 comentários

Comentar post