Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

mar

literatura, cinema e afins

mar

literatura, cinema e afins

Seg | 02.07.18

Literatura | Opinião: "Os Altos e Baixos do Meu Coração", de Becky Albertalli

Mar Pereira

123.jpg

Título: Os Altos e baixos do meu Coração (em inglês, The Upside of Unrequited )

Autor(a): Becky Albertalli

Edição: 2018

Editora: Porto Editora

ISBN: 9789720030344

Sinopse: “Aos 17 anos, Molly sabe tudo o que há para saber sobre o amor não correspondido. É que a jovem já se apaixonou 27 vezes, mas sempre em segredo. E por mais que a irmã gémea, Cassie, lhe diga para ter juízo, Molly tem sempre cuidado. É melhor ter cuidado do que sofrer.
Quando Cassie se apaixona, a sua nova relação traz um novo círculo de amigos. Dele faz parte Will, que é engraçado, namoradeiro e um excelente candidato a primeiro namorado da Molly.
Mas há um problema: o colega de Molly, Reid, um cromo e fã incondicional de Tolkien, por quem ela jamais se apaixonaria… certo?
Uma história divertida e comovente sobre primeiros amores e a importância de sermos fiéis a nós mesmos.”

XXXXx.pngBem, depois da escrita cativante que encontrei em O Coração de Simon Contra o Mundo, ficou praticamente decidido que aquele fora apenas o primeiro livro que tinha lido da Becky Albertalli.

Fiz anos em maio e, no jantar em que decidi celebrar o meu caminho para a velhice, um grupo de amigas minhas juntou-se e ofereceu-me este livrinho: Os Altos e Baixos do meu Coração. Ora, a partir daqui, soube logo que, por mais que odiasse o livro, ele havia sempre de ser especial para mim.

Eu sabia mais ou menos ao que ia quando comecei a ler este livro, mas, ainda assim, a sinopse acaba por ser bastante enganadora – faz-nos pensar que é um daqueles romances muito banais e cliché, com um triângulo amoroso bem afincado…

Mas o livro é muito para além disso. Os Altos e Baixos do meu Coração está recheado de diversidade, abordando o casamento entre pessoas do mesmo sexo, momentos cómicos e divertidos e transposta-nos para um atmosfera jovem e leve.

Embora possa ter pequenos focos de “romance adolescente básico e cliché“, o livro traz-nos uma protagonista, Molly, gorda, um bocado nerd e com pouca sorte no amor, e, digo-vos, acho que, muito provavelmente, nunca li um livro com uma personagem tão, mas TÃO, parecida comigo. É incrível a facilidade que tive em relacionar-me com a história da Molly.

Chegaram a existir momentos em que parecia, literalmente, que estava a ler uma descrição da minha vida. Sem exagero.

O enredo é engraçado, entretém o leitor e é extremamente cativante – é um daqueles livros que, muito facilmente, se consegue ler de uma assentada , porém, claro, não podemos dizer Os Altos e Baixos do Meu Coração é uma das maiores obras primas da literatura, mas, para mim, foi um livro muito importante. De certo modo, fez-me olhar para mim mesma de outra maneira.

Não entendo muito bem como é que alguém arranja um namorado. Ou namorada. A probabilidade parece tão impossível. É preciso apaixonar-se pela pessoa certa precisamente no momento exato. E essa pessoa também tem de se apaixonar. Um alinhamento perfeito de sentimentos e circunstâncias. É quase um mistério perceber como é que acontece tantas vezes.”

Becky Albertalli, Os Altos e Baixos do Meu Coração

XXXXx.png

★★★★☆

4,5/5 - Muito Bom

 

 Até breve! 😊