Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

mar

literatura, cinema e afins

mar

literatura, cinema e afins

Sex | 29.06.18

Literatura | Opinião: "A Cada Dia", de David Levithan

Mar Pereira

123.PNG

 Para mais informações, clica aqui.

XXXXx.pngEis um facto: eu não sou, de todo, a maior fã de livros contemporâneos. Não sei porquê, mas acabo sempre por os considerar algo repetitivo e é raro algum me conseguir prender a atenção de maneira brutal (além de que, normalmente, as personagens principais me fazem sempre revirar os olhos).

Isto acontecia-me, até ler este livro. Este livro, que bem se podia intitular de livrão.

Bem, realmente é uma ideia muito interessante que o autor nos revela neste livro. É uma ideia deveras original e que resultou maravilhosamente! O facto do (ou da) A acordar todos os dias num corpo de um adolescente diferente permito-nos uma viagem enorme por entre as mentes de imensos adolescentes, com muito pouco, ou nada, em comum. Permito-nos explorar a diversidade. Porque ora hoje conhecemos um rapaz negro heterossexual, como amanhã conhecemos uma rapariga que se quer suicidar, como depois conhecemos um rapaz obeso… E por aí fora.

Realmente, este livro é intitulado de Young Adult (Jovem Adulto), e nota-se bem que esse é o seu público alvo, mas, muito sinceramente, acho que até adultos deviam dar-lhe uma oportunidade. Com tantos adolescentes representados, nós, jovens, temos alguma facilidade em nos identificar aos personagens e os adultos uma visão ampla do que se passa na vida de parte da juventude.

É como vos digo: este livro deixou-me completamente boquiaberta. Nem queria acreditar que um contemporâneo tinha conquistado a minha atenção desta maneira.

Não sei se acabei por gostar mais deste livro pelo seu quê de fantasia, mas o que é certo é que a mistura de géneros e maneira crua como a realidade é ilustrada neste pequeno livro me surpreenderam imenso.

“Num livro original, engraçado, e dolorosamente honesto, David Levithan explora brilhantemente o dilema adolescente de não se sentir bem na sua pele e não saber onde pertence. Eu não li A Cada Dia, eu devorei-o.” As palavras de Jodi Picoult poderiam ser perfeitamente as minhas, pois é exatamente assim que me sinto em relação a este livro.

XXXXx.png★★★★★

5/5 - Excelente

 

 Até breve! 😊