Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

mar

literatura, cinema e afins

mar

literatura, cinema e afins

Sex | 13.07.18

Literatura | 7 provérbios, 7 livros

Mar Pereira

A língua portuguesa é uma das mais bonitas do mundo (modéstia à parte), não é verdade? Mas, além de bela, é também um bom local para pescarmos alguns dos melhores provérbios e expressões idiomáticas que já ouvimos. It's raining cats and dogs [provérbio inglês] ou Ne pas avoir inventé l’eau chaude [provérbio francês] são conhecidos, sim, mas quem é que nunca ouviu falar da galinha que pouco a pouco enche o papo?

Tive a ideia de juntar provérbios e livros. Estão prestes a descobrir o resultado no que, talvez, possa ser considerada uma TAG. Por isso, sem mais demoras...

 

1 - A pensar morreu um burro.

Um livro que enrolou, enrolou, enrolou e parecia nunca mais chegar ao fim.

 

Amor Cruel, de Colleen Hoover. Não é que não se passe nada no livro - porque até nem é o caso -, mas o livro resume-se a: beijos, sexo, zangas, beijos, sexo. Enrolou-se neste tipo de enredo o livro inteiro e nunca, nunca mais acabava. Não recomendo.

123.jpg

 

2 - Mais vale tarde que nunca.

Um livro de que não estavas a gostar muito, mas depois *puff fez-se luz* teve um final muito bom.

 

A Vida na Porta do Frigorífico, de Alice Kuipers. Eu estava gostar do livro, o conceito é muito interessante e real e o formato é, no mínimo, original. Só que não me estava a dizer nada, percebem? Até que, depois, o final... Auch.

123.jpg

 

3 - Antes só que mal acompanhado.

Um livro único (stand-alone) espetacular.

 

A Rapariga que Roubava Livros, de Markus Zusak. Ainda hoje não tenho palavras para este livro. Acho que nunca vou ter. 

123.jpg

 

4 - A galinha do vizinho é sempre melhor que a minha.

Um livro muitas vezes comparado a livros ou sagas populares, mas que ficou um pouco abaixo das expectativas.

 

Ponto Sem Retorno, de Gabriela Simões. Foi um livro de parceria, mas realmente comigo não resultou. Não gostei nada. É comparado a sagas como Os Jogos da Fome ou A Seleção. Eu mesma o comparei a essas sagas. Mas não pelas melhores razões...

123.jpg

 

5 - Para bom entendedor meia palavra basta. 

Um livro curto, mas bom.

 

Uma Escuridão Bonita, de Ondjaki. Este aqui não é um livro "bom". É muito bom, extraordinário, maravilhoso. Enfim, é tudo de bom. Leiam, vão ficar espantados com a qualidade do texto, das ilustrações e da edição em si (Editorial Caminho). So·ber·bo

123.jpg

 

6 -Todos os caminhos vão dar a Roma.

Um livrou e/ou universo literário para o qual gostavas de viajar.

 

Saga Harry Potter, de J. K. Rowling. Existe outra resposta que não seja Hogwarts? Claro que adoraria visitar (ou viver) este paraíso mágico...

 

Resultado de imagem para hogwarts

 

7 - Quem te avisa teu amigo é.

Recomenda três livros.

 

Mulheres, de Carol Rossetti. Porque temos de aprender a amar-nos como somos.

Todos Devemos Ser Feministas, de Chimamanda Ngozi Adichie. Para que as desigualdades do passado jamais se repitam.

Vamos Comprar um Poeta, de Afonso Cruz. Porque toda a gente tem direito a conhecer escritas maravilhosas e, sobretudo, porque somos amantes das letras.

123.PNG

 

Estive a pensar a quem é que devia passar esta espécie de TAG e decidi lançar a toda a gente que anda por aí. Se gostaram da ideia, deixem-me saber as respostas. E, já agora, qual é o vosso provérbio favorito?

 

Até breve! 😊

 

 

 

 

 

16 comentários

Comentar post